O QUE RESTOU DAS OLIMPÍADAS?

Alô, GastrôLovers!

Escrevo este texto enquanto assisto ao jogo de vôlei Brasil X Itália , terceiro set, disputa da medalha de ouro. Neste momento há poucos brasileiros que não estejam transbordando do maior espírito olímpico, patriótico e amando seu país. Até eu, que não entendo quase nada de esporte, muito menos das novas ( já velhas )regras  do vôlei…estou amando.

Adoro porque isso eleva a auto estima de todos e, como não escondo, acredito que auto estima é fundamental! A esta altura, você já sabe, Brasil é ouro! Foi ouro no futebol, ontem, contra Alemanha ( ufa) e hoje, contra a Itália.Os meninos deram show, como todos outros atletas, como foi show a abertura, o encerramento. Show que cortinou qualquer dificuldade que tenha se apresentado no caminho.

Amanha, o país ainda colhendo as glórias, também terá que suportar e começar a resolver as pilhas de problemas que ficaram em suspenso. Várias “heranças” ficarão desta olimpíada no Brasil. Não vou engordar a filas dos que vão estragar a festa com críticas tampouco dos que pretendem viver de glórias. Mas preciso falar de uma que, por entrar no campo da minha vida e paixão, acho incrível e um passo fundamental para consciência e transformação na forma como lidamos como o alimento.

Falo da maravilhosa inciativa  do Chef (italiano!!!) Massimo Bottura em parceria com o Chef David Hertz e a Jornalista  Alexandra Forbes, em criar um restaurante-refeitorio, que opera com as sobras/Descartes de locais que sediaram os jogos, servindo refeições gratuitas para o pessoal carente da região.

gastromotiva02

Foto: www.almostlocals.com

 

O ReffetoRio é, para mim, uma grande e maravilhosa herança que restará destas Olimpíadas.

Para entender o quão bacana é o projeto é preciso saber que Massimo Bottura foi premiado recentemente pelo mais renomado veículo da área, como o melhor restaurante do mundo. Contudo, em Milão ele havia criado o Reffetorio Ambrosiano, quando da ExpoMilano, usando alimentos excedentes do local, fazendo refeições para os necessitados naquela cidade. David Hertz conheceu o projeto é quis repetí-lo no Rio, já envolvido na causa que está com sua Gastromotiva.

Captura de tela 2016-08-22 16.39.52

 

Bottura, por sua vez, convidado ajudar, emprestou sua fama ao projeto e trouxe uma turma pra lá de bacana para cozinhar nos primeiros jantares do ReffetoRio Gastromotiva.

A ideia é simples mas incrível: durante os jogos olímpicos e paraolímpicos , os Chefs preparam jantares com o excedente dos serviços de Catering dos locais dos jogos. Os produtos não manipulados, que iriam para o lixo, chegam pela  manhã e se tornam refeições de 3 serviços – entrada, prato principal e sobremesa –  servidas  às pessoas em vulnerabilidade social à noite.

Após o final das paraolimpíadas , o ReffetoRio funcionará, ao meio dia, como um restaurante normal, pago pelos frequentadores. A noite, permanecerá gratuito, para os necessitados.

É como “almoce e deixe pago o jantar”. Não é o máximo?!

refettorio

O prédio, que foi construído graças a esforços comuns,  fica na Rua da Lapa, 108. O restaurante, tem os auspiciosos 108 lugares. A prefeitura doou o terreno na Lapa, e a obra aconteceu graças aos grandes nomes de  Irmãos Campana, o escritório Metro Arquitetos, Vik Muniz e Maneco Quinderé. Todos compraram a idéia do trio (Massimo, David e Alexamdra) que, como é normal nestes casos, receberam muitos “nãos” no caminho.

gastromotiva04

Santa Ceia adorna o salao Foto: Paladar Estadão

gastromotiva03

Foto: Paladar Estadão

Massimo Bottura é o maximo, porque é um grande idealista e executor, é criador do projeto  Food For Soul (clique AQUI para saber mais), que é  sem fins lucrativos e promove a gastronomia como um agente social. David e Alexandra, com a Gastromotiva ( clique AQUI para saber mais) vão na mesma linha, acreditam na comida como um agente de transformação na vida das pessoas. O Refettorio também será escola, como é o objetivo da Gastromotiva. Pessoas de baixa renda tem a oportunidade de aprender o Ofício alí, na cozinha, ter uma formação profissional. Bacana, né?

Você pode ver mais em

http://www.gastromotiva.org/pb/a-gastromotiva/

http://www.refettoriogastromotiva.org/

https://www.facebook.com/RefettorioGastromotiva/

 

Também acredito em agentes transformadores. Acredito em pessoas inspiradoras, dedicadas e que não desistem no primeiro, nem no quinto não. Acredito nas boas intenções e nos resultados que boas idéias trazem e, principalmente, que os bons exemplos humanos, criam boas pessoas. Assim, bem no espírito olímpico.

O Bottura é o maximo e seus amigos também!

E para você, qual  melhor herança disso tudo?

Beijos,

Zucca


Fotos: extraídos dos sites citados acima

 

<br>Gostou? Compartilhe! <br><br>Share on Facebook
Facebook
Pin on Pinterest
Pinterest
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*