BAR SECRETO PARA REUNIÕES QUASE SECRETAS…

Marcado com:

… DO MUNDO DO VINHO!

A Wine Sisterhood Brasil teve um encontro nada secreto, mas muito exclusivo, no Bar Secreto Wine & Beer em Caxias do Sul, sob a batuta dos mestres em receber, Karina Dutra e Fabio Centenaro.

JANTAR HARMONIZADO NOCHE BUENA

A Argentina foi a estrela da noite!

 

Na última quarta feira, dia 27 de Junho, aconteceu mais um  encontro “externo” do projeto Wine Sisterhood Brasil.

Já escrevemos sobre ele  e se você ainda não conhece, clique AQUI para saber mais.

Os queridos Fábio e Karina ofereceram ao nosso grupo uma experiência enogastronômica  denominada ” Noche Buena”, convidando as fundadoras da irmandade e algumas amigas para participar da experiência do vinho argentino e pratos típicos, ou seja, “um passeio enogastronômico pela Argentina”.

 

Fabio e Karina, nossos anfitriões

Amamos a proposta e seguimos para o “Bar Secreto – Wine & Beer”

Espia o Menu Harmonizado da noite!

 

O evento iniciou com a recepção maravilhosa do casal e o serviço excepcional e atencioso do garçon da noite, o Fernando. Ja fomos recebidas com taça do espumante  na mão.

As boas vindas foram de fato, uma delicia. Nos receberam com o Espumante Extra Brut Bianchi, logicamente argentino, método tradicional, marca Casa Bianchi.  Este espumante, segundo seu produdor “é delicado e complexo, com uma acidez equilibrada e uma excelente expressão no palato; característica que só é conseguida depois de estar em contato com as leveduras 12 meses”.

A mesa estava lindamente posta, como bom gosto e carinho que são peculiares às Meseiras da Serra Gaúcha. A Karina também lidera esse grupo e é um expert em montagem de mesas, sejam de casa ou profissionais, com este ar de aconchego. Sigam este perfil e se apaixonem  clique @meseirasdaserragaucha

Enquanto isso, espie a nossa:

Perfeito para a noite. Não descaracterizou o Bar de Vinhos e criou uma atmosfera feminina mas com bom gosto . Velas, garrafas de vinho fazendo as vezes de vaso para flores – cor de vinho. Jogos americanos , tematicos da casa e – de vinhos. E a delicadeza de flores sobre os pratos. Ornaram todos as fotos depois…

A surpresa e o resgate da memoria afetiva foram um golpe de mestre: o menu foi impresso num paper que formou a dobradura dos jogos de infancia de todas nós, quando meninas, o “unha-de-gato” Quem lembra? Para saber o prato seguinte bastava abrir o canto indicativo. Uma deliciosa brincadeira.

O serviço iniciou com uma breve explicação de Karina sobre a mesa e de Fábio sobre os vinhos.

Fabio Centenaro, além de proprietario da casa e piloto oficial da parrilla, é  Sommelier Internacional e carrega os títulos de Embaixador do Vinho Chileno e Especialista em Vinhos da Provence.

Sim, um luxo! Um luxo que tivemos a honra de usufruir.

Para a entrada, uma seleção de queijos que provocou murmuras, nos foi servido o  Chardonnay Beviam, 2015. Este branco é da Bodega Cavas Del 23, de Mendoza. Pretende ser leve e frutado, caracteristicas do chardonnay.

Fábio acrescentou que, embora tais caracteristas, ele é muito presente em boca, harmonizando perfeitamente com os queijos servidos.

 

 

O primeiro prato já trazia aquela ansiedade boa, porque se tratava de carne de Avestruz, que nem todas conheciam, acompanhada de Tortilla de batatas, receita espanhola.

Para harmonizar, foi servido  um Malbec, tipicamente argentido. O Bataraz Reserva 2016, da região de Lujan de Cuyo.

 

O nosso Sommelier e Anfitrião nos presenteou com um “vinho de transição”. Foi uma linda surpresa, pois o mesmo não estava no Menu apresentado. O objetivo foi, como ja dito, fazer a transição entre o vinho perfeitamente harmonizado com o prato, para o ultimo vinho que seria servido na noite.

O Fuego Negro (2015 – Casa Montes/Viña Montes) é um blend – Cabernet Franc e Malbec – e, embora seja um vinho argentino, seu enólogo é Chileno – Aurélio Montes, tal qual o vinho que foi servido a seguir.

O Fabio explicou que este vinho se sobresairia um pouco sobre a comida, o que seria uma experiencia interessante para nosso grupo que busca justamente o estudo e degustação de vinhos. Em Confrarias, como ressaltou, é comum harmonizarem os vinhos a fim de que todos se sobressaiam ligeiramente aos pratos servidos, para valorizar a bebida, que sempre são as estrelas da noite.

Um Blend realmente muito bom, que agradou a todas.

O segundo prato, um delicioso bife de chorizo ao molho de malbec e pure rustico, muito argentino, foi harmonizado, perfeitamente, com outro Malbec, desta vez  o Kaiken Ultra Malbec 2013, mas a Garrafa Magnun (1500ml)! Um Malbec que passa 12 meses em barrica de carvalho francês.

Andei aprendendo nas minhas aulas que esta é a garrafa ideal para guarda de vinhos com este potencial. Assim, já sabia que a experiencia seria muito melhor do que se provado de uma garrafa de tamanho comum. Isto se deve pelo fato de ter menor contato com o oxigenio, o que fica no bico da garrafa.

E a sobremesa nos encheu de alegria maior, com um crepe de doce de leite argentino. Não sei porque, mas o de lá é melhor.

Amamos cada detalhe.

 

Obrigada,

Por muitos TIN TINS!

Beijos,

Zucca


Gostou? Compartilhe!

Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*