OSTERIA DI VALLI

Trazendo os melhores sabores das parrillas latinas para o coração da serra gaucha, o Chef Enio Valli encanta a todos com seu forte dominio sobre o fogo e delicadeza traduzida nos pratos que serve em sua Osteria, no mais charmoso rooftop da região!

 

A Convite da casa, através de sua atenciosa assessoria de imprensa, fui chamada para conhecer a proposta da novíssima Osteria Di Valli, na cidade de Nova Petrópolis. Lá fomos recebidos pela atenciosa e querida Michele, esposa do Chef Enio Di Valli,responsavel pelo gestão do  estabelecimento.

Na chegada já me encantei pelo lugar. Me surpreendeu ser no andar superior de um predio comercial, no centro de Nova Petrópolis, na rua principal. A gente passa obrigatoriamente por ali, seja para visitar a cidade, seja para ter como destino as outras cidades da serra gaúcha.

 

Mas a surpresa maior foi o terraço. Claro que os rooftops estão em evidência e, agora, super na moda, mas poder ter a experiência de um parrilla fumegante a céu aberto, é algo que nos eleva a outra categoria – a das pessoas realizadas gastronomicamente.

O local é uma verdadeira Osteria, com suas caracteristicas básicas e simplicidade marcantes, mas beleza raras.

O Chef Enio Valli não estava no momento, havia sido convocado para dar aula sobre carnes, no Mesa Tendências em São Paulo. Motivo mais do que justo, né gente?

Nos deixaram super a vontade e, obviamente, escolhi uma mesa colada à parrilla. Por dois motivos: o primeiro, para poder acompanhar de perto a produção dos pratos (tudo sai da brasa… os legumes que compõe as saladas, as frutas, até o bolinho que é base da sobremesa, é assado no forno de pedra que tem ao lado, mas que é recheado de brasa). O segundo, porque fazia um friozinho gostoso e a temperatura ficava maravilhosa ali.

A Michele nos sugeriu provar o Menu Degustação, para ter idéia geral dos pratos servidos no local. Há duas opções. Sendo que o que muda é apenas a carde do prato principal. Eu e meu parceiro de crime acabamos decidindo pelo mesmo – cordeiro. Até queriamos provar o de filé… mas gente…. tendo uma parrilla à disposição… quem tem coragem de dispensar o cordeiro?

A partir daí, a experiência foi ainda melhor…

Mas prefiro contar mostrando…

Pra começar

Apresentação linda

Empanadas de carne com salsa Creola ( vinagrete de babar)

Entrada

Salada com vista…

Os legumes são grelhados na brasa antes de irem para a cozinha!

Primeiro Prato

Essa vista…

 

Raviólis feitos na casa, massa fresca recheada com carne. Navmanteifa e sálvia

Principal

Cordeiro, batata… geleiasde uva da região e  limão

Esse limão é o que primeiro vai a grelha… deve ser espremido na carne.. delicioso… defumado, caramelado e quente…

Sobrenesa

Tiramissu – até o bolo que faz base para esta sobremesa, sai do forno a brasa!

Amei este sousplait/aquarela

A experiência vale cada caloria! O ritmo é slowfood e super recomendo para o final de semana na serra gaúcha. Vale o passeio.

Se acha que o menu degustação é exagero, peça pratos individuais, há vários que me deixaram com água na boca e vontade de voltar, como o purê de abóbora feito na parrilla.

O serviço é primoroso! Sentimos o tempo todo que as pessoas que ali estão amam e sabem o que fazem, o clima é efetivo de uma grande família, uma verdadeira Osteria.

quero voltar em breve!

Super recomendo!

Beijos,

Zucca


SERVIÇO

O QUE – OSTERIA DI VALLI

QUANDO – no almoço de quarta a domingo, a partir das 11h50min, e no jantar de quinta a sábado, a partir das 19h.

ONDE – Rua Quinze de Novembro, 1860, 2º andar – Centro – Nova Petrópolis/RS
Fone: (54) 3281.3358.  – Site: www.divalli.com.br

REDES SOCIAIS –  @osteriadivalli

DICA DA ZUCCA – 1) Reserve! Reserve e garanta sua mesa no terraço com vista! É a melhor experiência!

2) O restaurante e o Chef atendem  eventos no local e em espaços terceirizados. Isso é incrível porque tem as parrillas móveis!!!! Dica de ouro, hein, festeiros e festeiras!!


SOBRE O CHEF

Enio Valli

Descendente de italianos que foram residir no Sul do estado, quase na fronteira com o Uruguai, Enio Valli traz a gastronomia como herança passada de geração em geração. O bisavô paterno teve uma pequena indústria de alimentos (massas, cafés…), o avô paterno mercearia e o avô materno açougue. Os pais, sua grande inspiração na área gastronômica, tinham restaurante antes mesmo do seu nascimento e ficaram envolvidos com o setor por mais de 40 anos, sendo que em boa parte desse período Enio trabalhou com a família.
Hoje presta consultoria na área de gastronomia e realiza palestras sobre o assunto em vários estados do Brasil. Além de diversas experiências em cozinha no estado, também realiza trabalhos periódicos no exterior.

(Invox Mais Comunicação – Adriana Schio – e Vivian Kratz -54 3025.8882 | 54 99974.9003)


 


Gostou? Compartilhe!

Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*