MOUSSE OU SUFLE DE CHOCOLATE DA RITA LOBO

Marcado com:

Bom dia, gente!

Meu marido viajou uma semana depois da Páscoa me deixando a seguinte recomendação, assim, bem delicada: “Dá um fim nesses ovos de Pascoa, pelo amor de Deus… Quando eu voltar, não posso ver todo esse chocolate…Me ajuda!”  Tadinho… ele é muito viciado em chocolate… Aí pensei, o que fazer? Comer eu até como, mas o meu vício é um pedacinho por dia (pelo menos por doce eu não tenho a menor gula). Como lidar com isso?!

Então, revirando meus livros de receita – e precisando fazer uma sobremesa para uma reunião de trabalho (sim, minhas reuniões de trabalho, invariavelmente, envolvem comida… às vezes sou eu que cozinho…), lembrei desta divida da Maga Rita Lobo.

É muito boa, porque é mega versatil. Ela pode ser servida gelada, como mousse de chocolate, ou então, guardada na geladeira, por 24 horas e servida quente como suflê. Gente, era tudo que eu precisava. Pré-preparo e sobremesa quentinha. Para essa reunião, aliás, foi só forno que rolou, muita coisa para definir, tinha que ser pré – preparo.

Então, segue aqui a receita da Rita, tal e qual consta no seu site. O que estiver escrito em tecnicolor é pitaco meu. Mas haja coragem para botar pitaco nas receitas da Rita, né gente. Ela é ótima!


MOUSSE OU SUFLE DE CHOCOLATE DA RITA LOBO

Ingredientes

  • 160g de chocolate meio amargo (50% cacau)
  • 1 colher (sopa) de cachaça
  • 4 ovos
  • ¼ de xícara (chá) de açúcar
  • Manteiga e açúcar cristal para untar e polvilhar
  • Açúcar de confeiteiro para decorar

Modo de preparo

  1. Numa tábua, pique o chocolate. Transfira para uma tigela refratária grande e leve ao micro-ondas para derreter. O tempo pode variar, então, coloque para rodar de um em um minuto, até amolecer. Misture bem e deixe esfriar, unte de quatro a seis ramequins pequenos com manteiga e polvilhe com açúcar cristal – ele forma uma paredinha que serve de apoio para o suflê crescer. Leve ao congelador para firmar. Atenção: se for servir como mousse, não precisa untar e polvilhar os ramequins. Separe as claras das gemas dos quatro ovos, que devem estar em temperatura ambiente – as claras batem melhor. Junte a cachaça às gemas e misture bem com um garfinho. Somente quando o chocolate estiver em temperatura ambiente, misture as gemas ao chocolate – caso contrário, se o chocolate estiver muito quente, as gemas irão cozinhar. Na batedeira, bata as claras até que tripliquem de tamanho. Para começar, deixe a batedeira em velocidade baixa.
  2. assim que as claras começarem a espumar, junte a metade do açúcar. Aumente a velocidade e assim que elas começarem a firmar, junte o restante do açúcar. Teste o ponto das claras em neve com um garfo ou com o próprio batedor da batedeira. Elas precisam estar firmes, mas não podem endurecer muito.  Junte um terço das claras ao chocolate e misture bem. O restante, incorpore delicadamente com uma espátula, fazendo movimentos circulares, de baixo para cima. Transfira a massa para os ramequins, limpe as bordas com papel-toalha e leve à geladeira por 24 horas. Na hora de servir, preaqueça o forno a 200ºC (temperatura alta)
  3. coloque os ramequins numa assadeira e leve para assar por cerca de 15 minutos, até crescer. Decore com açúcar de confeiteiro e sirva a seguir. Preparo da mousse de chocolate: Para servir como mousse, os ramequins devem ficar, pelo menos, três horas na geladeira, antes de irem para a mesa. Se for para servir como suflê, a massa precisa ficar 24h na geladeira, antes de ir para o forno.

Aqui vão as fotos do preparo, passo a passo:

image

image

image

image

 

image

image

image

Barbada, né?

image

Eu fiz para servir como souflê!

Olha como ficou!

Será que as gurias, gostaram?

E você, vai fazer? Garanto que ainda tem ovo de pascoa rolando por aí. Aproveita!

Beijos,

Zucca


Gostou? Compartilhe!

Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*