LOCANDA DI LUCCA

Uma jóia rara no interior de Bento Gonçalves!

A preciosidade vai além do local, passa pelas pessoas e pelo que servem, que é muito mais que comida. É afeto em porções.

 

Desde o dia em que vi uma postagem no Instagram de uma amiga foodie, localizando a foto em “Locanda di Lucca” fiquei curiosa para conhecer. O local era novo e promissor. A vida é uma coisa louca… O tempo voa, as circunstancias se alteram e nunca havia conseguido parar para olhar direito os dias, horarios e forma de atendimento para poder conhecer… Logo eu, uma desbravadora de novos lugares… Mas aconteceu…

Só não me lamento mais por não ter ido antes porque acredito piamente no fato de que as coisas acontecem exatamente quando tem que acontecer. Portanto, foi no dia certo e, algo me diz, os proprietários devem concordar comigo.

A Loccanda di Lucca atende às sextas, sabados e domingos ao meio dia, como regra. Sabendo disso através das redes sociais, e decidindo no sabado pela manhã, liguei e fui atendida por um senhor simpatico que, depois, soube ser um dos tres pilares da casa. Reserva feita, com ampla flexibilidade no horario de chegada, embora tenham limitadissimo espaço e possibilidade de atendimento, saimos a passeio , GPS aprumado e chegamos… num lindo passeio antes das 12 horas… Surpresa linda já na chegada.

Nos destaques no meu Instagram (clique AQUI para ter acesso ao perfil) há vídeos de toda experiencia, vale sair daqui e ir até la conferir,  porque os destaques so conseguimos acessar via celular.

A recepção é calorosa e das melhores… Espumante Cave Geisse… bom papo…num lounge externo coberto, no melhor estilo campagna italiana ou colonia da serra gaucha, como queria….E, quando todos os que reservaram chegam, o Sr. Edgar, introduz o conceito do local, conta sobre tudo que nos aguarda além das portas do antigo casarão que abriga o restaurante.

ALIMENTOS BIODINAMICOS

O Sr. Edgar explica que os alimentos servidos vem todos da terra no entorno. Diferente do organico, o alimento vindo de ingredientes biodinâmicos é ainda melhor. Se não possivel, são organicos e sempre sazonais e super frescos.

Os ingredientes são plantados e colhidos em dias, horarios e épocas estudados para tal. O Sr. Edgar explica que apenas o sal é comprado e, por isso, o menu é sazonal e varia, conforme a época.

a salada, aqui foi alterada no dia, graças à sazonalidade. no lugar da laranja, entraram os figos… frescos e maravlhosos

Quem comanda a cozinha da Locanda di Lucca é a esposa e o filho do Sr. Edgar (que é também quem serve as mesas, com mais uma auxiliar mega simpatica, que esqueci de perguntar o nome, falha minha – jornalista que não sou – pedoada estou, né?)

Se você pensa que são pessoas criadas no campo e que sempre fizeram isso da vida…. ledo engano. A Sra. Marilei é doutoranda em arquitetura e além de excelente cozinheira, agrega beleza aos pratos, ao local, à decoração. Lucas (o Lucca) , filho do casal, é engenheiro de aviação, ótimo cozinheiro e anfitrião.

Interessada que fiquei a respeitos dos vinhos que comentou o Sr. Edgar estar a produzir por ali – além de proprietário é Enologo, com uvas biodinâmicas. Verdadeiros vinhos biodinâmicos… Experimentei seus rotulos… De uva isabel – inacreditavel e, ainda, de uva  perverella.

Agora preciso voltar para tomar uma garrafa inteira desse branco, Peverella… é da familia da Malvasia.

O menu passa ser servido e ja estamos embebidos pela magia do lugar, ainda assim, o Sr. Edgar toca o Acordeon… uma ou duas canções italianas para nos manter no clima da colonia gaúcha. Lindo demais, cuidado demais, atenção demais. E o serviço, impecável.

A casa faz parte da organização Slow Food , que defende uma alimentação com consciencia, mais prazer, mais responsabilidade. Alimentos bons, limpos e justos para todos.

No sistema slow food, também ,os pratos são servidos em sistema de menu, lentamente, a fim de que a experiencia seja o mais prazerosa possível.

A entrada, pão organico e caponata de banana.

A  seguir, ainda nas entradas , caldo de abobora

E, por terceiro, finalizando as entradas, esta maravilha de ovo pochê

A salada de folhas e figos, veio em uma travessa coletiva, mas nem consegui fotografar. Estava incrível e foi destruida em 5 segundos.

O prato principal, uma costelinha de suíno cozida lentamente ,molho de laranja, legumes e arroz biodinâmico da casa.

Depois disso, uma deliciosa sobremesa, composta de gelato de mel, redução de vinho merlot e fregolá (só entendedores entenderão- é quase uma bolacha, uma farofa doce).

E ainda tinha metade de um maracujá roxo pra dar a acidez ao prato. Uma delicia.

Café organico, da melhor qualidade e um papo bom , sem fim.

Saimos e, ainda, o Sr. Edgar nos mostrou uma colmeia de abelhas que havia se formado, como um presente da natureza no seu entorno. Um presente mesmo, considerando a possibilidade de exterminio desses bichinhos fundamentais para nossa vida e das flores e plantas.

Sempre digo que, o melhor restaurante e a melhor refeição são aquelas que te trazem a melhor experiencia.

O dia foi perfeito, porque a experiencia foi incrível.

E, o mais bacana é que os relatos que leio e ouço são semelhantes.

Super recomendo, vale o passeio, vale a visita, vale muitíssimo o aprendizado.

Beijos,

Zucca

PS: Na hora de ir embora, só melhora, compramos mel, vinho… polem… tudo de bom e, ainda, ganhei uma sacola de presente…. amei! Gratidão!


O QUE  – Locanda di Lucca – Restaurante e Vinhedo

COMO – Uma experiencia gastronomica orgânica e biodiâmica imperdível. Reserve!

QUANDO – de Sextas a Domingos – almoços. (para outros dias e horarios, consultar)

ONDE – Linha Palmeiro, 340, Sao Pedro, Bento Gonçalves

PORQUE – Não ha nada igual por perto, grande experiencia, tem vinhos proprios, equipe incrível, serviço excepcional

SAIBA MAIS – Site www.locandadilucca.com


Gostou? Compartilhe!

Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*